28 de fevereiro de 2013

A paz e o dilúvio


Depois de tão bem costurado o acordo para o América jogar por dois anos nos verdes canaviais de Ceará-mirim por nosso ex-presidente Jussier Santos, ontem fizemos uma reunião preparatória para prestar conta aos adquirentes de camarotes e cadeiras da nossa Arena América. Naquela será apresentado o tão esperado cronograma físico-financeiro da obra, os progressos, as dificuldades e os planos para superá-las. Estamos confiantes que, de agora por diante, nossa agenda será só positiva, sem ranço ou picuinhas... Que o presidente Alex Padang, mais fortalecido com a paz conquistada por todos, aprume as velas do nosso time para a conquista do bi-campeonato estadual de futebol. Qualquer coisa diferente disto, só o dilúvio...

LEMBRAM DO FUTEBOL?


O futebol,[1] (do inglês association football ou simplesmente football) é um desporto de equipe jogado entre dois times de 11 jogadores cada um e um árbitro que se ocupa da correta aplicação das normas. É considerado o desporto mais popular do mundo, pois cerca de 270 milhões de pessoas participam das suas várias competições.[2] É jogado num campo retangular gramado, com uma baliza em cada lado do campo. O objetivo do jogo é deslocar uma bola através do campo para colocá-la dentro da baliza adversária, ação que se denomina golo (português europeu) ou gol (português brasileiro). A equipe que marca mais gols ao término da partida é a vencedora.[3]

Pois é. Para aqueles que nas últimas semanas esqueceram o que significa futebol, no domingo teremos que lembrar direitinho como se joga bola. E agora? Com que time vamos competir no Estadual? Com que objetivos? Com que chances? Na qualidade de torcedor, estarei mais uma vez na estrada de Goianinha (enquanto Ceará Mirim não vem) para ver o que nossos dirigentes prepararam para a temporada. Espero que, pelo menos, essa pomba da paz que voa meio desengonçada por aí, sirva para não deixar morrer o sonho de todo americano de verdade de ter um estádio próprio.

27 de fevereiro de 2013

Pura reflexão...

"O mercador que quer se livrar de uma mercadoria louva-a mais do que convém". A fonte não é recente, está em Horácio e é possível encontrar paralelo também em Cícero. Nos dias atuais, é do  grande filósofo cabeça, Neném Big Head, a pérola de igual quilate:  Quem quer comprar um elefante branco? Dócil, econômico, com mil e uma utilidades e fácil de criar, quem vai querer?

26 de fevereiro de 2013

A hora da paz

O Dr. Jussier, o presidente que me levou para o CD americano em agosto de 1998, costurou o acordo possível - Barretão até dezembro de 2014 - para este momento difícil que passamos pelo descompromisso daqueles que derrubaram o Machadão. O Sr. Marconi Barreto, um homem sério que há pouco conheci e já o tenho no rol dos amigos, tinha a única solução viável no momento. Pelo que sei (ainda não li a minuta do contrato) este acordo também ajudaria à construção da nossa Arena América, o que nosso grupo liderado por Dr. José Rocha tanto deseja. Impossível numa negociação tão complexa contemplar equitativamente todas as vertentes, portanto é chegado a hora da paz. Paremos com esta "pilimba" que só nos enfraquece e entristece. Vamos seguir unidos Mecão!

Comeremos nossos figos

Epicteto, o filósofo grego pertencente à Escola Estóica, em Dissertações, disse: "Nada do que é grande surge repentinamente, nem mesmo a uva, nem os figos. Se agora me disseres: quero um figo, repondo-te: É preciso tempo. Antes de tudo, deixa virem as flores, depois que se desenvolvam os frutos e que estes amadureçam". Pois muito bem, agora teremos tempo para amadurecer nosso fruto sem o carbureto de contratos goela a baixo. Nossa "planta" será adubada com recursos financeiros... Cobraremos, jogaremos duros, nominaremos letra por letra, aquele se atreverem a colocar catinga nas nossas flores. Bordunas, pás, enxadas e picareta à mão guerreiros do Dragão, com fôlego novo, comeremos nossos figos, não esperaremos seu lobo chegar!

25 de fevereiro de 2013

Enquanto seu lobo não vem...

Acabo de ser informado que o América está próximo a assinar contrato com o empresário Marconi Barreto para mandar seus jogos em Ceará-Mirim até dezembro de 2014. Em se confirmando, vamos arregaçar as mangas para neste tempo agilizar as obras da Arena América, enquanto seu lobo não vem...

Está vendo aquilo ali seu moço?

Nós - a torcida do América - estamos ajudando a construir. Nestas fundações tem cimento de doação, os tempos são outros, concordo, mas o amor do torcedor é o mesmo e o nosso poder de mobilização muito maior, pode acreditar!  Nestes pilares, seu moço, o concreto tem o sacrifício, o suor, a dedicação, tem o sonho de toda uma torcida, tem o DNA de Dragão, que ninguém duvide! Quanto ao amadorismo, tão enfaticamente falado por alguns, debito ao total desconhecimento do trabalho desenvolvido por uma equipe de profissionais gabaritados e abnegados à nossa causa. Amanhã quando pronto estiver, tenho certeza que vai sobrar pai para a criança. Eu fiz, eu quis, eu contribui, este filho é meu, é a minha cara, pouco importa... O importante é que estaremos lá, cantando nosso hino, felizes, corações explodindo de orgulho, na certeza que este filho é só nosso, é da  imensa torcida do América Futebol Clube.

MAMUTE BRANCO


Elefante branco é uma expressão idiomática para uma posse valiosa da qual seu proprietário não pode se livrar e cujo custo (em especial o de manutenção) é desproporcional à sua utilidade ou valor. O termo é utilizado na política para se referir a obras públicas sem utilidade. Fonte: wikipedia.org
O mamute é um animal [que parecia] extinto que pertence ao gênero Mammuthus, à família Elephantidae incluída nos proboscídeos. Tal como os elefantes, estes animais apresentavam tromba e presas de marfim encurvadas, que podiam atingir cinco metros de comprimento. Mamute branco é muito mais raro na natureza. Fonte: wikipedia.org
E que diabos o América tem a ver com isso? Eu, hein?

24 de fevereiro de 2013

Die Dreigroschenoper

Este domingo dedicarei à família, a um bom vinho e à ópera. Nada de política clubística, esfriar os ânimos, quem sabe a missa da Igreja do Rosário com o querido padre Lucílio me faça bem... Rito latim, linda, solene, bálsamo d'alma... Quem sabe a Die Dreigroschenoper do escritor alemão Bertolt Brecht , gosto muito principalmente pela sugestiva tradução ao português - A ópera dos três vinténs...


23 de fevereiro de 2013

Se os ventos não virarem

Um dia de muitas conversas à procura do melhor para o América Futebol Clube. Não tive tempo para o blog e  quase nada à minha família. Falei com Alex, Eduardo Rocha, Jussier Santos, Hermano Morais, Marconi Barreto e Ricardo Bezerra. Uma maratona tentando costurar uma solução que contemplasse a todos e principalmente ao objetivo que não arredo nem um milímetro -  nossa Arena América, a casa do Dragão. Infelizmente vejo no final da tarde, no blog lá de baixo, que o confronto se avizinha. Paciência, borduna à mão, também me retiro da comissão de negociação e, se os ventos não virarem, que venha a reunião do Conselho Deliberativo...
Em tempo: opinem sobre os fatos, pelo menos neste instante, não publicaremos comentários a respeito das pessoas envolvidas como forma de não aumentar mais a crise que está sim instalada. 

22 de fevereiro de 2013

Uma boa reunião

Alguns pontos aparado, um esforço hercúleo por um bem maior, bordunas ao lado, nenhum cachimbo da paz fumado, mas a firme intenção de preservar o América Futebol Clube. Um bom começo... Por causa disto, excepcionalmente nesta fase de negociação e para não acirrar os ânimos, nenhum comentário contra ou a favor de A, B ou Z será publicado. Por favor entendam este ato como prudência e em nome de um acordo onde só o América sairá favorecido.

Maquiavel

É dele a frase - "São tão simples os homens e obedecem tanto às necessidades presentes, que quem engana sempre encontrará alguém que se deixe enganar" - que precisamos refletir. Hoje apenas isto, nenhuma hostilidade, um último esforço pela paz... Hoje às onze horas a comissão responsável pela análise das opções para os próximos anos do América Futebol Clube se reunirá, que Deus ilumine a todos, esqueçamos, por um instante, este tal de Maquiavel, independente de sobrenomes...

21 de fevereiro de 2013

Palácio de Buckingham

O patrimônio de um jornalista é sua credibilidade... Este o título de mais uma bela postagem de Fernando Amaral. É dele também a frase: Nunca fui bom em matemática... No entanto, nunca cheguei a ser tão ruim a ponto de não me causar espanto a afirmativa de que ficar “preso” cinco anos a um contrato, é mais ariscado que ficar “preso” por 15 anos a outro contrato... Pois é meu amigo, tem Ary Quintella de Bajé até comparando Ninho de Perequito com Palácio de Buckingham... Difícil esta tal de credibilidade, né?

20 de fevereiro de 2013

BORDUNA DA PAZ

Bom. Espero que dê tempo de pelo menos DES-desmantelar nosso time.

Habemus concensus

Enfim a fumaça branca. Numa reunião tensa onde os homens que fazem o América deixaram as bordunas para o lado, e os interesses do clube falaram mais alto, decidiu-se que todas as propostas serão reavaliada no sentido de se escolher a que satisfaça os reais interesses do clube. Nada nos foi imposto, nenhum contrato nebuloso nos foi colocado goela abaixo, nenhuma proposta indecente ou prejudicial à continuidade da obra de nosso estádio foi sequer discutidas. Sossegai inocentes úteis, paus mandados e toqueiros do meu Brasil varonil, a Arena América segue forte e revigorada deste episódio! Ah, ia esquecendo... A reunião do Conselho Deliberativo do América foi adiada, viu?

ALECRIM CONTRATA HOLANDÊS SEEDORF

Tudo bem que é apenas o primo daquele do Botafogo, mas, se tiver algum pedaço do gene futebolístico do primo famoso, vai dar trabalho à nossa defesa de Antônios e Josés das bases. A notícia deve ser verdade, pois deu no UOL (não o Seedorf, mas a notícia). Enquanto isso, as arenas fazem jus ao nome que têm.

19 de fevereiro de 2013

Cachimbo da paz? Prefiro a borduna

Você sabia que no contrato de licença de direitos de uso da Arena das Dunas, nos considerandos do preâmbulo, diz textualmente que "o clube está disposto a fazer com que TODOS os jogos sejam realizados lá"? Que no artigo III, seção 3.1 que o clube concorda que o time jogará TODOS os seus jogos oficiais na Arena das Duna? Que na seção 3.2 que dispões sobre as exceções - eventos e força maior, evento internacional principal e eventos diversos - o time terá o DIREITO de jogar tal jogo fora da arena sem qualquer custo ou penalidade? Que na seção 3.3 o clube não permitirá que o time jogue quaisquer de seus jogos em qualquer outro local dentro da área local exceto na Arena da Dunas, e suas violações serão imediatamente um evento de inadimplência do clube, dando à Arena das Dunas o direito de buscar toda e qualquer medida reparadora? Que por um patrocínio de pouco mais que um ano estaremos "atados" por quinze anos a este contrato? Isto meus amigos é só a pontinha que, talvez por esquecimento, seus defensores estejam omitindo da torcida. Por que não vêm a público explicar que este contrato vende a soberania americana? Por que não falam de cláusula e itens que têm a  finalidade clara de sepultar nossa Arena América? Difícil engolir calado e ver uma orquestra de teleguiados, toqueiros e inocentes úteis fazer coro ao presidente neste projeto que, no meu entender, muito se assemelha a um crime de lesa-pátria. Defender contrato com OAS sem conhecer seus meandros escabrosos é desserviço, subserviência e irresponsabilidade com o nosso futuro. Estou pronto senhores! Sei cada detalhe desta aberração. Estou pronto não por vaidade, não por radicalismo, não por outros interesses... Estou pronto para defender o América por questão de honra, princípios e lealdade a imensa torcida americana que anseia com nossa Arena América. Cachimbo da paz? Nem pensar! Prefiro a borduna!

18 de fevereiro de 2013

Hilário - De Redinha a Ponta Negra

Sábado o torcedor teve um compromisso. Fúnebre...
Sábado foi noite, foi velório.
Sábado foi choro e ranger de dentes.
Sábado foi a noite do bigode.
Que nem pediu desculpas.
O fumo veio com ASA e tudo...
Sábado o seu compromisso foi  de amargar...
Sábado foi a noite do elefante mais uma vez engasgar-se com ASA.
Natal como eu te amo
Como eu te amo Natal
Natal como eu te amo
Como eu te amo Natal

P.S. Qualquer semelhança com o lá de baixo é mera coincidência, mas... Natal como eu te amo, como eu te amo Natal, né?

17 de fevereiro de 2013

TEM SIM!

Tem decisão importante para o América na semana? Tem sim.
Tem gente que não sabe o que fazer com um elefante branco? Tem sim.
Tem elefante não branco de férias? Tem sim.
Tem pouco comentário sobre mais uma desclassificação? Tem sim.
Tem penhora de renda? Tem sim.
Tem campeonato estadual para buscar um bi? Tem sim.

FUMO??? TEM SIM: NO TIME DE PIUM


Outros títulos para a postagem (nem precisa de texto):

- I Lari lariÊ; Ô, Ô, Ô... É a turma da Xuxa se borrando no futebó.
- Paquitas de Pium Xoram e canXelam Xurrasco e Xôu da Xuxa
- Bem-vindos às férias vocês também!
- Time de Pium quer aumentar o público em 25% para cobrir "despesas extras inesperadas".
- Comadre Bigoda dá um pito nos puxa-sacos de Natal.
- Título do Nordestão bateu ASAs e voou.


"A verdade prova que o tempo é o senhor

Dos dois destinos." GIRASSOL, Cidade Negra

16 de fevereiro de 2013

Valeu bigode!

Nunca pensei que iria dizer isto. Nada como um dia atrás do outro e um rolo de fumo no meio, né?

A teoria do caos

A Teoria do caos trata de sistemas complexos e dinâmicos rigorosamente deterministas, mas que apresentam um fenômeno fundamental de instabilidade chamado sensibilidade às condições iniciais que, modulando uma propriedade suplementar de recorrência, torna-o não previsível na prática de longo prazo. É uma das leis mais importante do Universo, está nos livros, está na Wikipédia, está na cabeça de alguns... Eu? Gosto não desta teoria, prefiro continuar trabalhando por nossa Arena América, alheio às intempéries e ao caos...

15 de fevereiro de 2013

O ONZE

Quanto mais leio as notícias, mais fico imaginando como será a próxima escalação do América em um torneio oficial. Arrisco um palpite: Antônio no gol. Na defesa: José, Silvio, Roberto e Eduardo. Meio campo com Paulo, Pedro e Getúlio. No ataque Alberto e Mário. Um bom time. Promissor também. Precisa só de um pouco de entrosamento e ritmo de jogo.

Por dez moedas

Li o pretenso contrato com a OAS e posso afirmar que seria a pá de cal nas pretensões  da nossa Arena América. Por "dez moedas" venderíamos nossa soberania, inviabilizaríamos a construção que a partir daí, e por 15 anos, perderia todo o sentido de ser, pois serviria apenas para treinos e jogos de quinta categoria... Talvez este seja o desejo de alguns, daqueles que nunca o quiseram, não o meu! Este não pode ser o desejo dos que amam o América, não é o desejo da imensa torcida americana que desde as primeiras horas arregaçou as mangas e, com a campanha do cimento, praticamente está nos doando as fundações da nossa Arena América. Estamos em vigília, somos visceralmente contra qualquer contrato que macule a honra americana, que "mele" nosso sonho. Somos a favor da Arena América e não arredaremos o pé deste propósito. Se o mundo quer ser enganado, eu não, viu?

14 de fevereiro de 2013

"SEU" BARRETO


"Muito prazer! Posso ficar com vocês até a Arena do Dragão chegar, dOAS a quem doer. Agora, sem cerimônia: pode me chamar de BARRETÃO."
Não é que é até simpático o vovô?

Rir é o melhor remédio

Tenho na lembrança que este era o título da divisão de humor da revista Seleções do Reader's Digest que muito li na minha infância - faz tempo... Perfeita para a postagem do mestre Alien, que reproduzo, com a devida vênia e modificação para não ferir brios.



Existe um sonhOASsim
Mas...
CUIDADO
"HOMENS TRABALHANDO"
NÉ?


Apreciem com moderação, viu?

O BALANÇO DO SAMBA (COMO SE NADA HOUVESSE ACONTECIDO)

A tragédia de Santa Maria não foi suficiente para abrir os olhos de Muita gente, incluindo das autoridades. Em desfile de escolas de samba em Santos, SP, um carro alegórico bateu em fiação elétrica, incEndiando-se e matando quatro pessoas. No Rio de Janeiro um caRro alegórico da Portela esbarra em uma árvore fazendo uma sambIsta despencar lá de cima quebrando uma perna. Na Mangueira, o Carro engancha na torre onde estavam os fotógrafos. Pergunto: Os trAjetos e o tamanho dos carros alegóricos não eram conhecidos? Quem Fiscalizou? Quem permitiu? Quem vai pagar pelos danos e mortes? É fatalidade ou é desCaso mesmo?

ENQUANTO ISSO...

Lá pras bandas da terra do fumo, um jogo morno, sem emoção, sem vibração, sem graça, sem gols e pasmem, sem pênaltis a favor, deveria servir pelo menos para deixar nossos maestros um pouco mais sóbrios para trazer de volta o América de apenas algumas semanas atrás. É tão difícil assim?

13 de fevereiro de 2013

Hipótese da única origem

Está na Wikipédia, é a hipótese dentro da Paleantropologia que defende que todos os seres humanos hoje vivos descendem de um único grupo de Homo sapiens, surgido entre 200 e 100 mil anos atrás, que teria deixado posteriormente o continente africano há aproximadamente três mil gerações. E o que isto tem a ver com o futebol? Nada, apenas a coincidência da impressionante reação dos comentaristas pró-contrato OAS na postagem anterior. Todos, segundo rudimentar análise da origem de tráfego do blog, de uma única origem...

12 de fevereiro de 2013

MAIS DÚVIDAS

Pelo que li no blog do ML, eis algumas frases atribuídas ao presidente do América, para as quais vieram-me à cabeça questões que ainda não estão bem resolvidas:

"O que quero mostrar na reunião do Conselho Deliberativo é que o contrato com a OAS é bom para o América e que eu não tomei nenhuma decisão de forma precipitada." 
- A decisão já foi tomada? Antes da reunião do Conselho?

"Tudo vai ser apresentado, todos os detalhes do contrato vai ser apresentado ao Conselho. Na verdade a ideia é dividir os jogos do América, alguns no nosso estádio e outros no Arena das Dunas, depedendo  do tamanho dos jogos e da competição."
- O que sobraria para o nosso estádio, então? América X Santista de Rego Moleiro?
- E os jogos do Arena das Dunas? Funcionariam como em campo neutro, já que a torcida não teria nenhum poder de pressão?
- Qual o custo para jogar lá? Vai sobrar o quê para o América?

E, para finalizar, algumas dúvidas adicionais, que gostaria de ver esclarecidas:
- Por que tanto interesse da construtora em ter o América jogando no Arena das Dunas? 
- O interesse é o mesmo para com os outros times do RN que já têm seu campo para jogar?
- Já houve proposta para eles? Nas mesmas bases? Eles também estão tentados a aceitar?

11 de fevereiro de 2013

Ovídio, Plauto e São Jerônimo

Sob o doce mel esconde-se venenos terríveis. Este famoso verso de Ovídio (Amores, 1,8,104) é um gnoma usada pela velha alcoviteira Dispas para dar destaque aos seus conselhos dolorosos. Também em Plauto, o jovem Diniarco lança ao rosto da escrava Ástafo: "vossa língua e vosso discurso estão posto no mel, mas vossa ação e vosso coração estão postos no fel e no ácido vinagre". São Jerônimo em Apologia adversus Ruimum denuncia também a operação realizadas por alguns que age de tal modo que a falsa doçura esconde um veneno terrível. Três grandes pensamentos para reflexão neste carnaval. Três grandes pensadores... Ovídio, Plauto e São Jerónimo, viu?

10 de fevereiro de 2013

Neném Big Head avisa

Deixemos agressões pessoais para lá, o presidente do América e o pessoal da Destaque, que tanto contribui para o América Futebol Clube, goza da amizade e respeito do Dr. Medeiros. Deixemos para discutir ações, estratégias e política do nosso América, nunca condição pessoal ou moral de quem quer que seja.

Tu dizes Fernando Amaral, tu dizes...

Com os meus agradecimentos pelas elogiosas palavras, transcrevo trechos do artigo - O ninho do Dragão está em ebulição... - escrito por Fernando Amaral no seu blog Fernando Amaral FC.

"A única saída possível seria fechar um acordo com a OAS, construtora do Arena das Dunas, receber algum dinheiro e deslocar os recursos da construção da Arena do Dragão para cobrir as brechas do futebol, mas essa hipótese não tem a menor possibilidade de vingar...
O Dr. José Rocha, presidente do Conselho Deliberativo do clube e o principal líder do grupo que está à frente da comissão que cuida das obras da Arena, não conversa sobre o assunto e o Dr. Medeiros, o mais combativo dos conselheiros na defesa da construção do futuro estádio americano, não recua um milímetro, nem sob a mira de canhões.
Por falar nisso, me lembrei do seguinte fato:
Numa conversa informal na fila do supermercado com um amigo americano que tem livre acesso ao clube, soube que o Desembargador José Rocha, presidente do Conselho Deliberativo do clube e principal pilar na luta pela construção da Arena do Dragão, tem no Dr. Medeiros, médico e conselheiro do clube um aliado combativo, intransigente e incansável...
Segundo minha fonte, o médico tem travado uma luta incessante contra tudo e contra todos em defesa da construção do estádio dos rubros.
Porém, o mais curioso é que essa destemida luta não está restrita aos “inimigos” externos...
Medeiros que tem um blog – Mecão Voz e Vez – bem que poderia um dia desses, contar detalhes desse embate...
Não lhe falta coragem e nem força moral para assinar um texto que seria bastante esclarecedor".
Tu dizes Fernando Amaral, tu dizes...

9 de fevereiro de 2013

PERGUNTA DE TORCEDOR


DO DINHEIRO
Tudo bem que a desclassificação fará com que o América fique parado por quase um mês. Caso tivéssemos passado para a outra fase, teríamos um ou dois jogos a mais, com rendas melhores. Essas rendas seriam suficientes para pagar a folha dos atletas e sair da crise financeira? Por que a fonte secou de repente? Aquele roubo dos trezentos mil foi a gota d'água?

DOS ATLETAS DISPENSADOS
Os escolhidos (até agora) para dispensa foram Rico, Netinho e Jérson. Rico era um dos que estavam jogando com vontade e fazendo gols. Era o artilheiro da temporada. Netinho, que jogou mal nas últimas duas partidas, tinha sido o titular absoluto da posição durante todo o ano passado e foi o responsável pelo passe para um dos gols de Rico. Jérson entrou em uma ou duas partidas, jogou bem e foi sacado por RF. Quais os critérios utilizados para a dispensa desses atletas?

DO RESTANTE DO PLANTEL
Já que não tivemos grana para ficar com os três dispensados, teremos para manter Norberto, Fabinho, Edson Rocha, Ricardo Baiano e Márcio Passos? Ou vamos amargar vendo-os vestindo o pijama listrado também?

DO RESTANTE DA TEMPORADA
Ficando com a maioria dos jogadores da base, inexperientes, o que o América está esperando do e planejando para o Estadual, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro deste ano? Como a torcida irá responder caso o desempenho do time seja igual ou pior do que o da Copa do Nordeste?

8 de fevereiro de 2013

Brotando do chão






Alheio à crise, holofotes ou correntes contrárias. Veja que linda sequência de fotos. Mais colunas aflorando do solo sagrado do Abílio Medeiros, mais pilares apontado para o céu de Parnamirim, mais concreto com DNA americano brotando do chão. Orgulhe-se povo do Dragão, é nosso sonho tornando-se realidade, é nosso estádios germinando do chão como a boa semente regada por nossa paixão. Vamos subir Arena América!

Plauto e seus filhos

Agora as folhas caem e isto tem relação com o que acontecerá se ficarmos omissos nos dias que se avizinham. Depois então as árvores cairão em cima de nós. Isto provém de Plauto e expressa a imagem que se está apenas no início de algo que nada promete de bom e que piorará progressivamente. Calma Plauto! Calma Padang! Calma torcida! Esta árvore não cairá sobre nós, não ficaremos parados a esperar novas desgraças, estaremos ao lado do nosso presidente, juntos pelo América Futebol Clube. Quanto à Arena América... Lá não tem nenhuma folha caindo não, ao contrário, hoje mais pilares estarão sendo cravados no solo sagrado do Abílio Medeiros, estamos, a passos largos, recuperando o tempo perdido... Vá de retro Tito Mácio Plauto! Vão de retro filhos de Plauto!

7 de fevereiro de 2013

TRINTA DIAS PARA ARRUMAR A CASA

Não havia mais clima para RF no América. Foram muitos equívocos em cinco jogos. Quanto aos atletas, o presidente deve ter tido seus motivos para dispensar Rico, Netinho e Jerson. Não seriam os meus escolhidos, mas vamos fazer de conta que o ano começou hoje. Estamos de férias forçadas. É formar a equipe e partir para a briga pelos outros campeonatos que ainda vamos disputar esse ano.

Depois da queda, a poesia...

Minha mente agitada leva-me / a narrar com canto audaz os cavalos do inferno sedutor, / e as estrelas ofuscadas pela carruagem ternária, / e o tálamo tenebroso da rainha dos abismos. Pois bem... Estamos em férias, como bem mordeu o mestre Alien, teremos tempo para analisar a poesia de Claudiano, poeta latino, lá do século IV, para repensar nosso destino, para reagir à sedução do inferno, para dizer não à rainha do abismo. Nada ofuscará nossas estrelas, seguiremos em frente, arcaicos, romântico e inabaláveis por nosso sonho, pelo América Futebol Clube...