21 de agosto de 2019

A casa é sua



Enfim está chegando a hora de entregarmos a primeira etapa de um sonho chamado Arena América. Apenas pequenos retoques para a torcida receber sua casa própria, de conhecer os atalhos de nossas futuras vitórias, de ficarmos livres do julgo dos humores alheios às nossas cores, de encher o peito de orgulho e tomar posse da obra de todos nós. Ufa, já não era sem tempo! Sejam bem vindos queridos peles vermelhas, a casa é sua, né? 

19 de maio de 2019

Desmanchando

Pois é, acabo de receber imagens da (?) oitava maravilha do RN (?) - o Dos Lamas - que nesse momento começa a desmanchar sua cobertura por um ventinho de nada. Quero ver o que vai dizer os briosos do fogo e catástrofes a respeito dos riscos à vida. Interdição já, né?

5 de maio de 2019

Vade retro!


Não foram poucos os ZAPs que recebi a respeito de uma possível penalidade para o América Futebol Clube, orgulho do Rio Grande do Norte, por ter colocado um suposto jogador, Moreilândia, irregular na partida contra o Serrano. Ora, ora, ora, tão pensando que somos um time amador? Obviamente que as redes (burrapretistas) sociais estavam quase em orgasmo uma vez que ainda doía muito a perda do campeonato estadual 2019. Compreendo a dor alheia, mas vade retro, viu? Conversei hoje pessoalmente com nosso competente e atuante vice-jurídico Diogo Pignataro que mandou o regimento da Série D - leiam o artigo sexto - e com isso, o que já sabíamos, a evidente ausência de irregularidade. Apenas central de boatos FC, né?

4 de maio de 2019

Cho, cho, chocolate!

Pois é, "fumos", "espiemos" e "ganhemos". Por 6x0 o Serrano só assistiu o campeão do RN encher suas redes de bolas. Cansativo, principalmente pela dificuldade de ver o jogo. Louve-se o empenho e esforço de Canindé Pereira do América Futebol Clube e TV Mecão que lutou para nos abrilhantar com esse excelente início de Série D. Mas voltando ao jogo... Cho, cho, chocolate, né?

25 de abril de 2019

Sem interferentes

América campeão do Estadual contra tudo e contra todos. Para isso precisou apenas sair do caseiro para, com duas arbitragens irrepreensiveis, conquistar a taça Dom Nivaldo Monte. Mais uma vez a vontade e superação foram a marca dos atletas rubros, mais uma vez a torcida mostrou quem manda na Arena das Dunas. Sem interferentes, dá pra ser campeão, né?

22 de abril de 2019

Somos sim

Fico sempre, próximo a um clássico entre América e a burrinha, ouvindo a discussão estéril de quem tem mais torcida. Ora senhores, faz tempo que numa terra chamada Natal tinha um clube mais querido de preto. Há tempo que os números e gráficos mostram o contrário, somos sim a maior torcida, embora isso não me traga empolgação alguma. Torço pelo clube que, por acaso, só na venda antecipada de ingresso já superou o público no Dos Lamas e independente disso. Pura falta de assunto, estão a discutir o óbvio, né?

19 de abril de 2019

O TRÊS E SEUS MÚLTIPLOS

- Três anos que não somos campeões estaduais.
- Trinta vezes três minutos de futebol para o fim do campeonato.
- Três árbitros da FIFA para valorizar o espetáculo.
- Três pontos que vamos buscar na decisão.
- Trinta mil torcedores que colocaremos no Arena quarta-feira.
- Trezentas mil razões para sermos campeões em 2019.

Esse ano é nosso.
Prá cima deles, Mecão!

17 de abril de 2019

Satisfeito

Não, não estou falando do jogo que foi abaixo da crítica pra não falar em pelada de luxo. Falo da arbitragem sóbria, calma, tranquila e segura da FIFA. Muito diferente dos milindrados protegidos do sindicato dos caseiros... Pelo menos a certeza que o resultado refletiu a realidade, né?

Quase-semi-deuses do Olimpo

Mais um do egrégio de sopradores do apito. Acabo de ler no blog do Marcos Lopes que nosso educado, atencioso e respeitador dirigente, Ricardo  Bezerra, foi punido pelo tribunal de justiça esportiva por, pasmem, ousar subir ao Olimpo e dirigir a palavra aos seus quase-semi-deuses. Sem palavrão, que não é seu hábito, pediu para soprador soprar seu instrumento direito e de forma isonômica. Gravíssimo, um reles mortal “afrontar” a divindade... Sei não, cada vez mais fico a pensar se vale a pena nadar contra a maré. Desanimador, né?

13 de abril de 2019

Descalabro

Li o relatório do árbitro que apitou o jogo do Potiguar e América. Impressionante a cegueira seletiva do apitador que, se não bastasse não marcar pelo menos uma penalidade máxima em desfavor do time macho, relata o tumúltuo generalizado entre membros DAS DUAS EQUIPES, mas só consegue identificar e citar os dirigentes do América Futebol Clube. Sem meias palavras e, antes que alguém queira ligar minha indignação ao clube que amo, digo que tenho (opinião própria) vergonha da arbitragem caseira. O relatório fala por si só. Uma total amaurose seletiva, uma necessidade urgente de mudança neste status quo, um descalabro, né?

12 de abril de 2019

De placa

Tem o gol, o golaço, o gol de placa e a equipe técnica (Sobrinho, Cláudio Bezerra, Nicholas, Ricardo Dantas e Cláudio Formiga) que incansavelmente trabalha nos projetos, execução e liberação nos órgãos competentes da Arena América, a casa do povo do Dragão. Acabamos de receber hoje o AUTO DE ANÁLISE TÉCNICA dos briosos do fogo - bombeiros , com a respectiva aprovação da Arena América. Equipe de placa, né?

10 de abril de 2019

Dragão macho do Karay

Pois é, Dragão não é peru que morre de véspera. Desacreditado em nove entre dez que querem ver o circo pegar fogo, o América vai a Mossoró pegar o time macho e ganha Potiguar, sua torcida e arbitragem numa partida de superação. Vencemos o jogo, a amaurose do soprador e as forças ocultas que nem Jânio Quadros explicaria à Eloá. América campeão do segundo turno. Pense num Dragão macho do karay, né?

1 de abril de 2019

Onze entre dez

Recebi hoje pela manhã um print de uma postagem de Edmo Sinedino que, entre outras, afirma que nove entre dez americanos querem Padang para presidente do América Futebol Clube e que a diretoria americana dá um gás na Arena América para usar, provavelmente, o estádio na campanha. Respeito o profissional e seu texto repleto de entrelinhas, mas impossível não corrigi-lo. Ora, caros senhores, todos sabem que estou na linha de frente dessa laboriosa construção há longos anos, que não faço parte da diretoria e, ademais, nunca vi estádio como opositor a qualquer candidato. Quanto aos nove entre dez pra Padang, desconheço essa pesquisa pré eleitoral e reafirmo minha rejeição a todo e qualquer candidato que se posicione contra a casa do Dragão. Pelo que sei Alex não tem posição contrária à realidade que bate às portas . Por fim, e usando as "mesmas fontes", afirmo que onze entre dez americanos querem um estádio pra chamar de seu, né?

28 de março de 2019

Arena América - quase lá...





Prontos para entrar em campo
E não há pouco tempo... Estamos nessa luta de "visionários" há muito mais tempo que desejávamos, mas não importa... Cada etapa é comemorada como uma vitória descomunal. Só quem está lá, só quem ama como amamos esse clube AMÉRICA sabe o significado de cada tijolo assentado nesta obra da TORCIDA AMERICANA. Enfim bem pertinho da primeira etapa ser entregue, bem pertinho de cantarmos de galo (ou seria DRAGÃO?) no nosso terreiro, de chamarmos de NOSSA CASA a tão desejada ARENA AMÉRICA. Somos só alegria e agradecimento àqueles que acreditaram, ajudaram e continuam ajudando. Agradecemos também aos que torceram contra, saibam que, aliado ao nosso amor, esse sentimento foi nosso maior estímulo... Quase lá, né?

17 de março de 2019

O horóscopo do Neném Big Head

No horóscopo chinês os animais ditam as regras. Tem porco, rato e muitos outros bichinhos. Liguei hoje, fazia tempo que não falava com ele, para o querido e indefecável filósofo Neném Big Head pra saber se aqui, no futebol das terras potiguares, havia algum horóscopo equivalente. Claro que sim, respondeu o cabeção. Aqui estamos há tempo (e bote tempo nisso) sob o signo da raposa. Aqui astros e animais estão em conjunção com o elefante e esse status quo provoca inexoravelmente num errinho aqui, uma infelicidade ali, uma  cegueira seletiva acolá e assim vai mais um título a caminho... Ontem essa ascendência tornou-se clara quanto nosso atacante na cara do gol, endireita o corpo pro chute e é empurrado sem que juiz ou o da bandeira acusassem a flagrante penalidade. Fazer o que se o horóscopo é quem dita as regras da vida, né?

16 de março de 2019

Mais gostoso

Pois é, quase no final do segundo tempo o América consegue tirar o dedo do suspiro e mete duas bilocas nas redes do Força e Luz que parecia “vitaminado” para enfrentar o Dragão. Transpiração e cãimbras marcaram nossos atletas que, se não foram uma Brastemp, pelo menos mostraram a vontade necessária à vitória. A torcida saiu feliz, esqueceu rápido a angústia inicial, afinal no sufoco é mais gostoso, né?

12 de março de 2019

SEGUNDOS QUE PODEM SIGNIFICAR VIDA OU MORTE


Resultado de imagem para ambulância no gramado
Aqui pode
Resultado de imagem para ambulância no gramado
Aqui também

Resultado de imagem para ambulância no gramado
Aqui, idem

Resultado de imagem para ambulância no gramado
Também aqui

MAS TEM CAMPINHO POR AÍ EM QUE A AMBULÂNCIA NÃO TEM COMO ENTRAR NO GRAMADO PARA FAZER O ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA AO ATLETA. E A IMPRENSA ISENTA NÃO DIZ NADA. FAZ QUE NÃO VÊ. ACEITA DESCULPA ESFARRAPADA.



11 de março de 2019

O gramado vai bem, obrigado.

No jogo de domingo, no nó tático que o Moacyr Júnior aplicou no professor dos de preto, vimos aflitos o desespero de TODOS os jogadores (vermelho e preto) com o quadro do zagueiro Adriano Alves. No jogo de domingo, nos três a zero chupando laranjas, vimos a inexplicável demora da ambulância e o insano trajeto da viatura que, ao que parece, não podia trafegar sobre o gramado. Depois do jogo leio no Twitter do Dunão que nosso zagueiro está bem e que recuperou-se graças ao pronto atendimento médico que garantiu à saúde do atleta. Errado! O atleta, com a graça de Deus, recuperou-se porque o trauma apesar de feio careceu de gravidade, teve sim assistência dos médicos e, principalmente porque não dependeu da presteza de uma ambulância que preocupou-se mais com o estado do campo de jogo que qualquer outra coisa. Ah, ia esquecendo! O gramado vai bem obrigado, né?

10 de março de 2019

ÃO, ÃO, ÃO... ADALBERTO FOI DO MECÃO!

5 X 0 teria sido pouco (apesar do esforço do árbitro).

Engraçado ver os comentaristas da rádio indignados porque a ambulância do Arena demorou para chegar até Adriano Alves no momento da emergência médica. Não falam é que, se fosse lá naquele campo da estrada de Pium, a ambulância nunca chegaria. E os bombeiros teimam em dar o Habite-se (não seria Arrisque-se?) daquele troço. 

9 de março de 2019

ACORDANDO DA HIBERNAÇÃO

- Muito chato torcer por um time que não está jogando.

- Temos que virar a página do recesso forçado de 2018.

Todo ano é a mesma coisa. Começa a temporada com um time ruim por não ter dinheiro para contratar, para, depois de estar em situação crítica nas competições, conseguir os recursos e ir correr atrás do prejuízo. 

- Já está mais do que na hora de vencer o bczim aqui e lá fora também.

- Não se pode ficar falando em troca de técnico a cada cinco rodadas. O cara pega o time mal das pernas e tem que transformá-lo em seleção de uma hora para outra? Assim ninguém consegue resultado.

5 de março de 2019

Repassando os Ipsis Litteris do Canidé

Pois é...
Na balada do carnaval (leia-se no #fundodarede), repasso letra por letra  o informativo do Canidé Pereira América Fitebol Clube.


O técnico Moacir Júnior convocou 18 atletas para o jogo de quinta-feira (7), às 21h30, contra o Santos-SP, no Estádio Pacaembu, em São Paulo/SP, válido pela segunda fase da Copa do Brasil. O jogo é único e em caso de empate, a decisão vai para os pênaltis. 

As baixas ficam por conta dos volantes Galiardo, Judson, Marquinhos e Gabriel Nunes, entregues ao Departamento Médico. Por outro lado, o comandante alvirrubro conta com as voltas do lateral Vinícius e do atacante Adriano Pardal, que não atuaram contra o Potiguar de Mossoró na última semana - pelo Campeonato Estadual - por estarem suspensos, além do meia-atacante Roger Gaúcho, recém-contratado.

RELACIONADOS:
GOLEIROS: Ewerton e Rafael Copetti;
ZAGUEIROS: Alison, Alisson Brand e Adriano Alves;
LATERAIS: Vinícius, Diego e Kaike;
VOLANTES: Jadson, Luisinho e Leandro Melo;
MEIAS: Adenilson, Hiltinho e Roger Gaúcho;
ATACANTES: Jean Patric, Adriano Pardal, Max e Murici.

📸Canindé Pereira/América FC

E tenho dito, né?

2 de março de 2019

Na bronca II - o retorno

Passei a ler, por pura curiosidade, o blog do vidente lá debaixo. Li que a torcida e alguns dirigentes (bem genérico) estão na bronca com nosso goleiro, prata da casa. Sei não... Acho engraçado, pois, pelo o que me contam, a torcida, alguns dirigentes de sua difusora e colegas de profissão é que estão na bronca com a vidência... Na bronca II - o retorno, né?

28 de fevereiro de 2019

Vergonha

E eu pensei que já havia visto de tudo no pobre futebol do Rio Grande do Norte... Ledo engano! Hoje li uma análise inusitada de um jogo que não ocorreu, li a justificativa pior que o soneto, vi o absoluto descompromisso com a verdade, e o desrespeito explícito aos ouvintes e leitores. Triste ver o grotesco  comentário do analista esportivo do jornal lá de baixo. Tristeza pra não dizer vergonha, né?

21 de fevereiro de 2019

Os dois lado

Ontem mais um clássico entre Mecão e a burra preta. A torcida mais um vez compareceu, fez a festa até o último minuto. Depois... uma lástima de vandalismo e quebra-quebra de cadeiras do estádio após perder mais o vez o título. Difícil para torcida, difícil para diretoria do Mecão, né?

P.S. Vejo, através nota do América que a TV que publicou o quebra-quebra veiculou um vídeo requentado. Que coisa feia, né? Até eu caí nessa Fake News. 

13 de fevereiro de 2019

De olho

Vem mais um Mecão X burrinha e com o jogo as preocupações de sempre com a segurança dos torcedores e com as infelicidades do apito caseiro sempre, quero crer por absoluta coincidência, em desfavor do Mecão. A história mostra, as estatísticas mostram, não há como não se preocupar. Aqui o raio costuma cair sempre pro mesmo lado, sempre na nossa cabeça, uma infelicidade costumás... Prudente ficar de olho, né?

10 de fevereiro de 2019

Com “Y” maiúsculo

Pois é, pra quem foi contra a substituição do Luizinho vai ter que engolir o “Y” de Moacyr  Júnior goela abaixo. Os mesmos jogadores com exceção do Tony que entrou no lugar de Max, mas um outro esquema e postura em campo. Às vezes mudar é preciso, mesmo considerando toda bagagem e conhecimento do seu predecessor. Ouvi, numa das raras reuniões de futebol que participei, que alguns jogadores não conseguiam acompanhar e compreender os ensinamentos da nossa prata da casa - o Luizinho - que está alguns furos acima da maioria. Não sei se procede, não passo de um torcedor, careço de substância para qualquer juízo de valor, mas que a vitória foi com Y maiúsculo foi, né?

7 de fevereiro de 2019

UFA!

Enfim um resultado satisfatório em meio a tanta coisa ruim nos últimos anos. Passamos pra segunda fase da Copa do Brasil. Se vamos à frente contra o Santos do Pelé não importa, em época de vacas magras e prêmio pela passagem de fase nos conforta e soa como música meio a tanto barulho. Parabéns a Eduardo Rocha que não desiste nem emprenha pelos ouvidos! Espero que sobre uma laminha pra Arena América, né?

1 de fevereiro de 2019

Resumo d’ópera

América vence, não convence, sai Luizinho, entra Moacyr com Y e a saga continua. Falar da falta de recursos, do empenho de toda diretoria, da insastifação da torcida seria redundante e não mudaria o status quo. Estamos em estado de penúria e o que interessa é dele sair, independente de grupos, nomes ou facções, né?

27 de janeiro de 2019

Reza forte

América perde mais uma. A má fase que há tempo abate nosso clube insiste em não nos abandonar. Muda técnico, muda jogadores, mas não muda nossa sina. Fazer o que senão continuar acreditar que um dia sairemos desta urucubaca? Quem sabe uma reza forte, né?

22 de janeiro de 2019

A chance

Perdemos um bom goleiro. Temos outro bom goleiro, o Ewerton. Esperar o que para dá oportunidade a esse menino que já mostrou qualidade? Esperar que ele amadureça? Sei não, pelo visto nunca colheremos nossos frutos... Apodrece e não amadurece, né?

20 de janeiro de 2019

Resumo da ópera

O América perde pra burra por três a zero, mais uma vez a arbitragem é “infeliz” em detrimento do Mecão, Max perde mais um pênalti e para Luizinho o dia vira noite. Ainda bem que hoje, pelo menos, teremos eclipse com a famosa Lua vermelha, né?

19 de janeiro de 2019

Morre uma lenda

Mesmo há tempo sem escrever no blog por absoluta falta de tempo e notícia relevante, impossível calar diante de uma perda tão importante para o futebol Potiguar. Morre Hélio Câmara, o maior narrador esportivo que já ouvi no rádio do Rio Grande do Norte. Morre o farol que norteou muitos principiantes, morre um ícone com seus gols e jargões “escalafobético”, morre uma lenda, né?