28 de junho de 2017

Mãe na zona

Quando eu era pequeno, faz tempo, quando alguém não gostava de uma tarefa era comum dizer:  "Faço não! Isso é pra quem tem mãe na zona." Pois é... Ontem após a vitória do Figueirense sobre o Londrina parece que tem burrinha na zona, mas à exceção de Fernando Amaral, que postou o fato no seu blog, parece que de resto ninguém sabe, ninguém viu. Mas que foi pra zona foi, né?

27 de junho de 2017

26 de junho de 2017

Nem toda pocilga

Pois é, ontem, cumprindo a sina imposta pela Série D, fomos com o time B aos confins do mundo e vencemos por 2x0 o time do Murici - gols de Tadeu e Richardson. Encerramos a primeira etapa de uma longa e árdua caminhada de retorno à Série C que, insisto, também não é nosso lugar. Agora é esquecer os 15 pontos e pensar grande para o mata-mata. Nesta fase, nós - a torcida de pele vermelha - faremos a diferença, viu? Mas, voltando ao jogo de ontem... Ufa, que campo! Nem toda pocilga, né?

23 de junho de 2017

Em ou na?

Não deu pra burrinha que viajou e tomou de 2x1 do Boa... Foi em ou na Vargiña? Sei não, só ligando pro consultor de linguística e filósofo Neném Big Head, mas que tomou chibata das grossas, tomou! Numa boa, né? 

20 de junho de 2017

Salve o mais querido

Média de público nos estádios do RN nos últimos dois anos:
MECÃO - 3174
Funerária - 1938
Em nenhum outro lugar no mundo - a não ser no RN - existe um clube que saúda o seu maior algoz em seu próprio hino.
"Salve o mais querido, salve o mais querido..."
Obrigado funerária... obrigado funerária...
PS: Domingo tinham 7000 felizes torcedores do MECÃO assistindo a mais uma espetacular vitória. É mais do dobro de testemunhas que sofreram no ultimo jogo da funerária em Natal...

Texto de Márcio (vovô) Medeiros, extraído de sua página no Facebook.

19 de junho de 2017

18 de junho de 2017

Vitória de garra

Assim foi o Mecão hoje conta o Sergipe, um time guerreiro que lutou o tempo todo pela posse da bola e pela vitória. Três a dois não refletiu nossa superioridade, o Sergipe fez dois goals única e exclusivamente por um inexplicável apagão de nosso sistema defensivo. Mas o que importa para nós torcedores se o resultado nos foi favorável? O que vale são os três pontos, a garra dos atletas e a motivação dos peles vermelhas, né?

17 de junho de 2017

E agora Big Head?

O que você vai dizer quando chegar em casa? O Lucão, aquele que você nem conhecia, estreou ontem no Criciúma e marcou dois gols... Perdeu uma grande chance de ficar calado, né Cabeção?

16 de junho de 2017

Lucão no Criciuma

Li ontem no VP e batendo um papo com Neném Big Head comentei o fato. Pra meu espanto o Big desconversou, mas com eu insisti ele saiu com essa: 

-Perdemos Lucão? Mas quem é mesmo Lucão?

Sei não, acho que o cabeção anda desinteressado... Só pode ser, né? 

14 de junho de 2017

Quer ver a peia, quer?



Então tá, mas só pelo mais puro interesse de bem informar, né?

11 de junho de 2017

Sem tirar pedaço

Graças a TV MECÃO, a qual agradeço e parabenizo por manter esse canal à disposição da torcida, assistimos a primeira derrota (1x0) do comendador à frente do América Futebol Clube. Não entendo mais que qualquer torcedor. Mesmo quando vice-presidente pouco contato tive com o elenco, vestiários ou treinadores e, em decorrência disso, nunca me atrevi a comentar jogo ou opinar sobre escalação desse ou daquele jogador. Pois bem, hoje abrirei exceção à regra... Vi um goleiro seguríssimo, uma defesa que sentiu muito a ausência de Danilo, um campo ruim de correr água e um trio de árbitros com pesos e medidas diferenciadas em desfavor do Mecão. Mas gritante mesmo foi a falta de combatividade que era marca desse elenco, além da imprescindível necessidade da escalação de Guto entre os titulares. Resta pedir vênia aos entendidos, mas opinar só uma vez não tira pedaço, né?

7 de junho de 2017

Os números não mentem


Um velho ditado, uma afirmação inconteste... O "da burrinha" na série B coloca pouco mais de 2900 testemunhas no seu terreiro enquanto o povo do Dragão vai, numa segunda à noite, em quase 6000 felizes torcedores a campo. Desnecessário fazer qualquer comparação, muito menos polemizar o óbvio... Somos sim a maior, a melhor, a mais fiel e feliz torcida do Rio Grande do Norte! Dá nem pra comparar. Os números não mentem, né?

6 de junho de 2017

Quer ver a alegria, quer?


Então tá, né?

Sobramos em Campos

O time do comendador correspondeu mais uma vez e a torcida americana deu um show à parte. Cantou, dançou, reviveu os velhos tempos. O América lavou nossa alma e deixou a nação de peles vermelhas com o sorriso escancarado no rosto. Vencemos o tinhoso time do Jacobina por 3x1 e sobramos em campo. Sobramos em Campos, né? 

5 de junho de 2017

Hora de chegar

Estamos prontos
Dizer das dificuldades para se formar um time competitivo é desnecessário. O pessoal à frente do futebol, fazendo das tripas coração, contratou o comendador e guerreiros calejados afeitos à grandes embates, até os mais exigentes reconhecem esse esforço. Temos hoje sim um time competitivo que não tem medo de cara feia! Sempre ouvi e acreditei quando o torcedor diz que contrate que eles chegam, pois bem... Hoje às 19:00 horas no Dunão o América entrará em campo e os guerreiros peles vermelhas precisarão do nosso incetivo, dos nossos cânticos, dos nossos gritos de guerra. É hora de chegar, né?