18 de setembro de 2018

Os visionários



Estivemos ontem no canteiro de obras da Arena América. Deslumbrante ver cimento, ferro e pedra misturados a sonho, suor e lágrima sendo transformado no colosso dos peles vermelhas. Visionários, né?

30 de julho de 2018

As pérolas da semana

"Ranielle Ribeiro não fez a leitura correta do jogo" - blog lá de baixo.

"Nas vitórias passadas da burrinha a arbitragem leu bem direitinho" - Neném Big Head.

Resultado: peeeeeeiiiiia, né?

16 de julho de 2018

ISSO PODE, ARNALDO?

Resultado de imagem para VAR COPA DO MUNDO
E não é que a aula de cai-cai parece que fez alunos entre os daqui? O Big Head viu os gols do joguinho dessa semana (que estômago hein Big?) e mandou o seguinte: estava um zero a zero que, pela ruindade dos protagonistas, parecia que se arrastaria até o fim do jogo.  De repente, não mais que de repente, um arremedo de ator travestido de peladeiro arrasta o pé dentro da área e, pasmem, o juiz a um metro de distância e com muita confiança apita um inequívoco, claro, límpido, insofismável, indiscutível pênalti em favor dos da casa, abrindo as portas para uma meio improvável e fora da curva ressurreição do moribundoE ainda falam mal de nosso Neymar. Êta saudade do tal de VAR! Aqui pode, Arnaldo.

13 de julho de 2018

Crème de la crème

Meu Deus, como é fácil falar! Embora já acostumado com os lá debaixo, ainda fico espantado com alguns senhores da verdade que na falta de assunto, e como diz o outro de lá, jogando pra torcida, bate em tudo e todos independente de cor ou mascote. Parece “la crème de la crème”, né?

11 de julho de 2018

Poço ou caverna?

Depois da Copa do Mundo para nós brasileiros, e agora voltando para o futebol local, o blog MVV passa a perna na imprensa especializada e anuncia prováveis mudanças no comando do time da burra preta. Sai o “professor” e entra para retirar os de preto do fundo do poço, o chefe da operação de resgate que tirou um time da Tailândia do fundo da caverna. Falta só confirmar o nome dele, né?

9 de julho de 2018

HASHTAG, foi?

E não é que a burrinha perdeu de novo? Sei não... Já criaram até um hashtag...

#aburraperdeudenovo

Tadinha, né?

5 de julho de 2018

Chama acesa - salários em dia

Impressiona a tara de alguns por má notícia quando se trata de América Futebol Clube. A coisa anda preta (sensu stricto) do outro lado, com até vídeo hilário de embriaguez em alta patente, mas a artilharia desfaçadamente aponta só e somente só pra nosso lado. Fazer o que se não temos assessores informais de boas notícias? Pois bem, vamos às excelentes apesar de pau, pedra, do fim do caminho e de um resto de toco... Funcionários, fornecedores e equipe que faz a manutenção da Arena América estão rigorosamente em dia com seus salários e  demais obrigações. Tudo graças a uns poucos peles vermelhas que mantém acesa a chama dessa enorme paixão e realização. Isso ninguém fala, né?

3 de julho de 2018

Sórdida campanha

Li por aí que nossa torcida assume a campanha FORA WALMIR. Vi também figurinhas carimbadas destilando biles contra aquele que, apesar de polêmico, conta com a inteira confiança da atual diretoria americana. Posso dizer que como torcedor não entendo esse status quo. Pelo que sei, Walmir cumpre com galhardia a função de proteger os minguados recursos do clube evitando que se esvaiam pelo ralo e faça a festa do esgoto. Difícil tarefa. Não tenho dúvida que com isso colecionou inimigos, coibiu cambistas e tenta erradicar algumas históricas peçonhas encrustada na máquina americana. Se isso é ruim para o clube que tanto amamos, resta concordar com o FORA WALMIR, né? 

1 de julho de 2018

PALPITE

Resultado de imagem para BRASIL 3 X 0
Para mim, o Brasil vence por 3 x 0.
Com dois gols de... PIPICO.
Santa Cruz de Deus!

29 de junho de 2018

Mais que mil palavras...

Recebi essa foto do querido amigo Igor Carrasco, confesso que quase chorei de rir. Impossível não publicar... Mais que mil palavras, mais que o vale de lágrimas que inundou o terreiro dos Lamas, né?

21 de junho de 2018

De Fraiman a Big Head

Os sucessivos, e não de agora, insucessos do América com a consequente queda do número de jogos anuais reflete no número de sócios, timemania, bilheteria e autoestima do torcedor - Sérgio Fraiman.

Imaginem a penúria da construção da Arena América que, além da crise financeira que o país atravessa, ainda  depende exclusivamente da motivação e doação dos peles vermelhas, né? - Neném Big Head.

20 de junho de 2018

VAR NÃO!


Será que esse tal de VAR deixaria passar esse gol, que fez o time terminar o primeiro turno com mesmo número de pontos do segundo colocado, ganhando no saldo de gols?


E esse pênalti não marcado?
VAR atrás disso não. VAR não!

19 de junho de 2018

Richard Hooker

1554 - 1600
Leio no VP que a direção do América pretende enxugar a folha de pessoal, especialmente aquela ligada diretamente ao futebol. Óbvio que a medida se faz necessário por mais desagradável que seja. Estamos parados, ora pois! Óbvio que a situação impõe cortar a própria carne apesar do pesadume, afinal, como diria o teólogo anglicano Richard Hooker, "as mudanças nunca ocorrem sem inconvenientes, até mesmo do pior para o melhor", né?

O VAR

Essa vem do Neném Big Head, ontem telefonou pra saber minha opinião. 

Dr. se esse tal de VAR (árbitro de vídeo) existisse por aqui, será que tinha gente com tantos títulos?

Sei não, né? 

18 de junho de 2018

Bile

E não é que em plena  copa ainda resta tempo para alguma produção de bile? Deixa pra lá, cada um que faça o melhor proveito de sua vesícula...

Féu número um - Até quando o América suporta esse modelo do século XIX?

Féu número dois - Por que alguns, como a maioria dos médicos, têm a sua doença preferida, hein?

Eu? Sei não, né

16 de junho de 2018

Dos baldrames à cumeeira

Época de copa do mundo, mas não consigo me desligar do América. Não me lembro de momentos tão difíceis como os atuais, independente de nomes, época, ações, atos ou omissões de cada um de nós. De nada adianta querer tapar o Sol com peneira, estamos sim perigosamente divididos e à beira do abismo. Precisamos agir em vez de apenas reclamar ou apontar culpados. Sei que ainda não se pôs o Sol de todos os dias, mas as soluções que leio e escuto mais parecem com a construção de castelos no ar e sem fundações. Rumino e aprecio as ideias de renovação, investimento maciço nas categorias de base, profissionalismo, mudanças e, principalmente a que mais gosto: acabar com a velha forma dos abnegados bancar a conta. Gostaria que  algum cardeal, bispo,  padre, beato ou coroinha,  apresentasse a fórmula da reconstrução do nosso querido América Futebol Clube - dos baldrames à cumeeira - com os devidos mecanismo para tal. Longe se mim apenas desafiar, também não tenho a solução. Estou solidário para ajudar quem quer que chegue, apenas confesso que atualmente vivo no sentimento da dúvida entre a esperança e o temor. Fazer o que, né?

14 de junho de 2018

Non sequitur

Gosto muito dessa expressão (não de segue) que significa que em um dado raciocínio ocorreu um erro lógico e que por isso entre premissas e conclusão faltou a necessária consequencialidade. Por que essa latina justo nesse momento? Porque estamos na temporada de caça às bruxas e na história muitas foram queimadas injustamente partindo de um raciocínio que non sequitur. Isso é da natureza humana, não serei eu a mudar esse comportamento. Sei que a língua nas decepções fica inevitavelmente úmida, mas acredito que às vezes calar não é menos eloquente do que falar, né?

13 de junho de 2018

Bostejar

Não participo dos diversos grupos de discussão do América Futebol Clube, sei que no calor da derrota o destilar de ódio muitas vezes extrapola o razoável. Prefiro continuar calado na minha árdua e onerosa missão de soerguer nossa Arena América. Ontem, no entanto, recebo a cópia de uma postagem que, além da justa insatisfação com a campanha americana, respingava gotas da velada oposição à construção da nossa casa própria. Respeitando o contraditório, li com tristeza o bostejar rasteiro e cheio de rancor. Fazer o que, se nunca desisti dos meus objetivos? Continuarei e entregarei nossa praça de esporte quer queira, quer não queira uns poucos. Afinal como diria o grande poeta italiano Dante Alighieri - "Com a medida que o homem usa para medir a si mesmo, mede as outras coisas, né?

P.S. - Coloquei tudo na primeira pessoa do singular por achar que os demais participantes da comissão de construção, principalmente Dr. José Rocha, não merecem tamanha ingratidão.

11 de junho de 2018

TAMBÉM NÃO

Imagem relacionada

Nós, 7.000 que fomos lá no domingo, fizemos a nossa parte. Somos os verdadeiros americanos. Voltaremos a incentivar o time assim que acabarem essas longas férias forçadas.

As culpas? Vamos lá, sem papas na língua.

Flávio Carioca? Teve parcela, claro, mas definitivamente não foi o maior. Sempre quis jogo, lutou pelo América, e foi infeliz na cobrança do pênalti. Somente isso.

Nosso sistema defensivo? Muito ruim. A exceção dos laterais, principalmente Danilo, ninguém mais acertou, nem zagueiros, nem volantes. Talvez a maior causa de nossa derrocada.

A criação? Não criou nada de bom. Ainda aposto em Luiz Fernando, mesmo não jogando bem.

O ataque? Não tem como negar o valor de Pardal. E o esforço de Flávio Carioca e Lucas Silva.

O treinador? Fez algumas burradas. Acabou por nos mattar de vez.

Dirigentes? Culpa nenhuma. Só eles sabem o esforço que é tentar sobreviver sem competições para dar patrocínio.

Finalmente, os tantos mil que não foram no domingo? Ficaram devendo. Também tiveram culpa sim. Quem sabe, por falta de um grito tenhamos perdido toda a boiada. 

Nunca o abandonarei

Não é a prematura e indesejada férias forçada que diminuirá meu amor pelo Mecão. Sofrido, decepcionado, chateado sim, desesperançado jamais! Esse amor transcende resultados, campanhas pífias ou qualquer outra sinistralidade, já lavei o rosto e arregacei as mangas da camisa. Estou, se convocado for, pronto para lutar junto com os outros peles vermelhas na linha de frente. Nunca o abandonarei, né?

10 de junho de 2018

Imperdível

Hoje temos mais uma rodada dupla imperdível. Na preliminar de América X Imperatriz, a Seleção do Brasil enfrenta a Áustria. Um bom aperitivo para o jogão de hoje às 16:00 horas no Dunão. Vamos tornar o ar rarefeito para os visitantes, vamos cantar e empurrar nossos atletas até o último minuto, vamos deixar o Dragão levantar voo e planar soberano sobre o rio vermelho que se formará nos caminhos que levam à Arena das Dunas, né?

7 de junho de 2018

MATTAR OU MORRER

Resultado de imagem para américa fc bandeira

"O time não jogou bem", "o treinador errou", "Cascata está mal", "é greve dos flanelinhas", "é aniversário da vovozinha". Nem isso nem qualquer outra desculpa justifica você, torcedor americano, não ir à partida decisiva do Mecão no domingo, levando um amigo, esgotando os ingressos e enchendo todos os cantos possíveis do Arena.

Tem que berrar, incentivar, jogar junto e empurrar o Mecão para uma vitória maiúscula e indiscutível. Vaiar e azuningar os ouvidos do adversário, do juiz, dos bandeiras e de quem quiser atrapalhar a jornada para recolocar nosso time no verdadeiro lugar que merece (e é muito mais do que uma série C no próximo ano).

Se não mattarmos o Imperatriz, o ano terá acabado para nós. E ainda estamos no começo do mês de junho!

Nesse domingo, ou você é AMERICANO DE VERDADE, ou não precisa mais usar o manto vermelho do melhor e maior time do Rio Grande do Norte.

É Mattar ou morrer!

6 de junho de 2018

A notícia que eu quero pro RN

Aproveitando a "chatisse" do Brasil que eu quero da Globo, e conversando com Nené Big Head, o filósofo sugeriu que, seguindo a onda, deixasse o cabeça colocar a notícia que queria ouvir para o Rio Grande do Norte. Abri excepcionalmente o blog e publiquei... 

"A notícia que quero para o Rio Grande do Norte é ouvir que o nosso querido Diá vai assumir o Real Madri no lugar de Zinédine Zidane"

Não teria pra ninguém, né?

4 de junho de 2018

A criação e a criatura

Notório a queda de produção do setor de criação do nosso Mecão nos últimos jogos. Óbvio que todos jogadores oscilam ao longo do tempo pelas mais diversas razões... Só espero que o baixo rendimento, nessa hora crucial para nossas pretensões, não seja por beicinho, birra, ciumada ou qualquer outra atitude "malcaratista", né?

3 de junho de 2018

Armamos

Perdemos em Imperatriz, e daí? Não falarei da derrota como não falarei daquele pênalti duvidoso que deu origem ao único gol do jogo. O que importa é que agora “é nois” aqui no Dunão junto ao calor dos peles vermelhas. Não falarei na Matta e seus mistérios, nas ausências de Lopeu e Luís Fernando, no irreconhecível Cascata que não acerta um passe, um lançamento ou mesmo cobra uma falta que se aproveite, isso agora não importa. O que importa é que armamos nossa classificação! Todos sabem que não gosto de nominar ou dar pitaco, meu conhecimento de futebol assemelha-se ao que entendo de física quântica, só sei que o próximo jogo faremos a diferença, né?

Chato

Hoje temos rodada dupla pra ninguém botar defeito. América em Imperatriz com a preliminar da Seleção brasileira. Chato, né?

28 de maio de 2018

Matta à dentro

E num é que da Matta e seus meninos chegaram à liderança do grupo? Interessante... Não houvi nenhuma crítica da isenta ao Ney. Será que agora nosso treinador, que nem conheço pessoalmente, aprendeu os esquemas e a leitura do jogo? O que passa? Será que a falta de combustíveis nos postos também secou outros reservatórios? Sei não, o que importa é que estamos avançando Matta à dentro, né?

TAC. TAC. TAC - PARTE 2

Resultado de imagem para toc toc toc

Segundo o blog da Tribuna do Norte (http://blog.tribunadonorte.com.br/marcoslopes/143511), bate às portas do time de Pium mais uma ação trabalhista, decisão de última instância, que agora terá que pagar ao ex-goleiro Andrey a bagatela de R$ 1.000.000 (um milhão de reais). Pelo valor, fica a dúvida sobre o que realmente se pagava ao profissional enquanto ele defendia o gol pelo time do Lamão.
Sem nenhuma vocação para cigano, cartomante, leitor de cartas de tarô ou búzios, tenho minha suspeita sobre o desfecho que terá essa história: mais um Termo de Ajustamento de Conduta (o velho e conhecido TAC) feito com a Justiça, para empurrar dívida para frente, até não se sabe quando, torcendo para que caia no esquecimento depois de algum tempo.
Esperemos os próximos TACs, ops, os próximos capítulos dessa já batida ópera bufa em branco e preto.

27 de maio de 2018

Às intempéries

Imagem cedida por Sérgio Fraiman
Quando no começo do sonho defendi no CD a construção de um estádio próprio, lembro muito bem que meu principal argumento era não ficar refém das intempéries e humores alheio para se colocar o América Futebol Clube em campo. Pois bem... Hoje o Mecão numa partida decisiva para nossa caminhada à Série C tem que jogar às 18:00 horas na cidade de Ceará-Mirim porque o Dunão preferiu ganhar dinheiro alugando-o aos religiosos, salvo engano. Tem nada não... Estamos nos finalmente para entregar a primeira etapa do sonho de todos os americanos, falta pouco, viu? Essa semana começaram a desembarcar no Abílio Medeiros os últimos pilares, doados pela TORCIDA PELE VERMELHA, para os camarotes. Devagar, mas sempre, né?

23 de maio de 2018

Na moita


Parabéns da Matta, Lopeu e Cia. Próxima vez quero outra vitória do jeitinho dessa pra calar os que não gostam da Mattta e vivem na moita, né?

22 de maio de 2018

A cabeça da Matta

A quem interessa essa guilhotina? Quem financia as lâminas para a decapitação pública do treinador do Mecão? Quem quer ver o circo pegar fogo? Ora senhores, no mínimo incoerente essa campanha, sórdida. Somos líderes do grupo, criamos infinitas situações de gols, vencemos mais uma partida (apesar de perder um balaio de gols) e vem a "isenta" dizer que o time não tem esquema, que o treinador não tem leitura de jogo? Ora, ora, ora... O que faltou, à exceção de Lopeu, foi finalização, caros senhores da verdade. Que coisa triste, que coisa baixa, para não dizer ridícula, né?

20 de maio de 2018

Pausa para chorar

Hoje saio da brincadeira e do futebol para chorar a perda do xerife Maurílio Pinto. Se não transmito a mesma emoção tão bem expressada na excelente crônica de Rubens Lemos Filho, minha saudade não é menor que a dele e de todos que em sua época sentiam-se seguros e protegidos no RN. Que siga em paz grande herói, que seus críticos mordam a língua e provem do próprio veneno, né?

TAC, TAC, TAC

É tanto TAC* que tem time aí que daqui a pouco vai precisar de um Departamento Especializado em TAC.


(*) TAC: O termo de ajustamento de conduta é um acordo que o Ministério Público celebra com o violador de determinado direito coletivo. Este instrumento tem a finalidade de impedir a continuidade da situação de ilegalidade, reparar o dano ao direito coletivo e evitar a ação judicial.

http://www.transparencia.mpf.mp.br/conteudo/atividade-fim/termos-de-ajustamento-de-conduta



Uma dúvida: 3 X 0 é Goleada ou Chocolate?

Carcará

Pega, mata e come a burrinha, né?

19 de maio de 2018

Dois milhões de ambulâncias

Dois milhões, né?
Embora o título enigmático, devo dizer que os dois milhões de acessos enfim conseguido pelo blog nada tem a ver com as ambulâncias que insistem em não entrar no campo de Pium. Vejo no lá de baixo que mais uma vez se subestima as exigências dos escudeiros do fogo substituindo o imprescidível por um TAC com o MP. Paciência... Espero de todo coração que nada de mal ocorra, mas nada melhor que comemorar os 2.000.000 do Mecão Voz e Vez alfinetando a burra preta, né?

18 de maio de 2018

Maré de vazante

Nesta segunda os meninos da Matta darão o passo decisivo para à próxima fase. Acho que temos condições de vencer o adversário e que, apesar das opiniões contrárias, o time já começa a dá liga. Já passa da hora da maré de vazante começar a mudar, né?

17 de maio de 2018

CNTPs

Se não bastasse as notícias diárias de escândalos e corrupção na política nacional, agora vejo investigação de subornos e propina na arbitragem da Paraíba e, até, Arábia Saudita. Ufa! Graças aos deuses do futebol por aqui não se escuta nada além de uma infelicidade aqui ou acolá, mas com a garantia dos entendidos que está tudo nas CNTPs, né?

PS. CNTPs - Condições Normais de temperatura e pressão.

14 de maio de 2018

GESTOS DEBOCHADOS?!

Resultado de imagem para DÚVIDA

Segundo a súmula do soprador de apito do jogo de domingo passado, o atacante Flávio Carioca foi expulso por ter feito "gestos debochados" para o adversário após a marcação de seu gol. Muito bem. E o que essa sumidade da arbitragem ou seus auxiliares de assopramento acham que foram os gestos feitos pelo goleiro do time do Belo Jardim, quando a torcida começou a vaiá-lo? Não viram ou fizeram que não viram? Dois pesos? Engraçado que a imprensa especializada enquanto esquecia a goleada americana e atacava nosso treinador, enaltecia a atuação do soprador de apito. Entendido. Não precisa explicar.

13 de maio de 2018

De Big Head a Voltaire

América vence por  4x2, é líder do grupo e o pessoal lá de baixo, nos comentários finais, esquece o jogo e detona o técnico. Indignado, recebo telefonema do filósofo cabeça - Neném Big Head - que faz dele as palavras do seu amigo francês, Voltaire, para explicar o comportamento ribeirinho.

"Os homens erram, os grandes homens confessam que erraram e os pequenos metem o pau em Ney da Matta" 

Sei não, quem sou eu para discordar de dois filósofos da mais alta estirpe, né?

4 de maio de 2018

A razão mais verdadeira

Sobre o tão falado debate da Rádio Satélite FM 87,9 onde vísceras desnecessariamente foram expostas de lado a lado, devo dizer que ouvi com tristeza e senti pelos debatedores. Melhor seria se antes tivessem lido o grande poeta italiano Eugênio Montale que em toda sua sabedoria escreveu:

Vós, palavras, traís em vão o ataque / secreto, o vento que sopra no coração. / A razão mais verdadeira é de quem cala, né?

1 de maio de 2018

Kiara Irina

Sinto muito. Sinto de verdade por aqueles que, numa quebra-de-braço com a diretoria, ficaram em casa ou na rua num protesto por ingressos mais baratos e perderam uma vitória emocionante para lavar e enxaguar a alma de quantos estiveram no Dunão. Fui, sofri, vibrei e sorri após o gol nos finalmente. Fiquei mais emocionado ainda ao chegar nos arredores do meu apto e ver minha Kiara Irina devidamente paramentada para me receber e dizer que sempre estaremos ao lado do Mecão. Fazer o que, né?

P.S. Agradeço à Juliana, avó de Jimmy, pelo presente e bela surpresa do manto sagrado doado à minha Kiara Irina. Americana de carteirinha, viu?

Público 1000

Sim, essa é minha campanha como torcedor do América Futebol Clube. Respeitando o contraditório, não entendo torcedor lutando pelo quanto pior/melhor. Vou sim ao Arenão, vou sim sempre está ao lado do clube que amo, pois nadar contra o Mecão deixo para os de preto, né?

24 de abril de 2018

Infeliz ideia

Li alguma coisa a respeito de uma campanha para público zero nos jogos do América aqui em Natal. Será que os mentores desta infeliz ideia são os mesmos que pedem um time forte para subir de Série? Será que eles têm a fórmula mágica de fazer futebol sem renda e patrocínio? Sei não, né? 

21 de abril de 2018

NENHUMA LINHA, NENHUMA PALAVRA, NENHUMA INDIGNAÇÃO

Engraçado: em um lance da partida Confiança x América, a bola é lançada para o atacante em flagrante impedimento, que atrapalha completamente o goleiro, resultando no gol de empate dos sergipanos. Talvez a nossa imprensa global não tenha ido, assistido nem visto os melhores (piores) momentos do jogo. Diferente daquele lance do pênalti no jogo do colecionador de títulos daqui, quando, na ocasião, ficaram indignados com o erro do juiz, nenhuma linha foi escrita, falada ou cuspida pelos experts das regras do futebol daqui. Por que será, hein?





20 de abril de 2018

Desconfiança

Não vi o jogo ontem, talvez o sono inexplicável  que me abateu tenha sido uma forma de proteger  meu juízo... Pelo o que recebi de amigos, a preocupação unânime era com o guarda-meta. Parece que a insegurança e falhas foram gritantes logo lá debaixo da “barra”. Sei não... Preocupa essa desconfiança, né?

18 de abril de 2018

Confiantes X Confiança

Amanhã iniciaremos nossa caminhada de retorno ao lugar que nunca deveríamos ter saído. Time novo, bem montado do goleiro ao centro-avante, diferente nos nomes e na disposição de vencer. Acredito numa nova história, acredito em vitórias e sucesso nesta nova etapa. É esperar pra ver. Confiantes, né?

16 de abril de 2018

QUE REPERCUSSÃO, HEIN?

Sinceramente (mentira), fiquei sensibilizado com tanta preocupação da imprensa falada, escrita e cuspida, com relação ao erro absurdo, crasso, inadmissível, imperdoável, condenável, repugnante do árbitro ontem ao marcar um pênalti inexistente, inventado, mancomunado, fantasioso do jogador do bczim no atacante do Globo. E à noite, no programa Fantástico da Globo, ainda vem aquela reportagem falando de resultados arranjados no campeonato paraibano. Talvez isso tenha feito as reações indignadas piorarem e muito. Pelo jeito vai valer até habeas corpus no STF com direito a embargos dos embargos dos embargos dos embargos. Muito justo.
Engraçado que a mesma reação (nem uma ínfima fração dela) não foi vista, ouvida ou lida com relação a um gol "quase" de mão do Estadual desse ano, que antecipou mais um legítimo título para o colecionador de títulos daqui.


Só para lembrar.

Paroxístcos e seletivos

Diante das suspeitas de falcatruas na Federação Paraibana de Futebol, e na sua comissão de arbitragem, fico a imaginar a sorte que temos nas terras do rio grande do Potengi... Por aqui os resultados duvidosos não passam de infelicidades e, por assim dizer, transtornos paroxístcos e seletivos da acuidade visual de alguns. Ufa! Ainda bem, né?

7 de abril de 2018

Brastemp

Fui, vi e gostei. América com caras novas agrada a torcida pela garra e qualidade dos recém contratados. Se é certo que o time adversário não era nenhuma Brastemp, pelo menos fica a certeza  que “os filhos da mata” venderão caro cada centímetro do campo de jogo, né?

28 de março de 2018

Viúvas

Não sei a troco (não falei toco, viu?) de quê tantas sementes de discórdias estão sendo plantadas na "isenta" para desestabilizar o clima do América Futebol Clube. Fatos como uma dispensa de um auxiliar de treinador ganha de repente uma importância proporcional  a um caudaloso rio de lágrimas de crocodilo... Mais adiante, da mesma fonte, nos atuais moldes dos fake news, surge a estapafúrdia notícia de uma truculenta reunião que nunca houve comandada pelo técnico americano. Sei não, mas algo no ar cheira à viúvas dos treinadores passados, né? 

27 de março de 2018

Ufa!



Enfim são assentados os primeiros pilares dos camarotes da Arena América. Um parto laborioso fruto de dificuldades operacionais da indústria de pré-moldados, mas o que importa é que mais um marco desta longa caminhada acaba de ser fincado. Dizer da nossa felicidade seria redundância, dizer que a árdua luta continua pela realização do sonho da casa própria, também. Resta agradecer àqueles que compartilham conosco esta mesma quimera, né?

21 de março de 2018

Freio de arrumação

maré de vazante
Esse termo era usado na minha época de criança quando o motorista de ônibus, num freio brusco, "acomodava" todos os passageiros à frente do coletivo. Pois é, ontem conversei longamente com o presidente Eduardo Rocha que num freio de arrumação promove o reordenamento do elenco e equipe a seu modo, gosto e responsabilidade. Agora é esperar, torcer e acreditar que essa maré de vazante um dia vire, né?

19 de março de 2018

Alquimia

Perdemos mais um campeonato para a burrinha. Em tempo algum soubemos impor nosso nome apesar de não ter faltado a tão cobrada experiência dos anos Beto Santos. Sou testemunha ocular do esforço dessa gestão e da anterior. Em tempo algum faltou empenho, dedicação e vontade de vencer, acontece que não existe fórmula mágica para o sucesso. O escaço dinheiro nas duas administrações, forças cósmicas (pra não dizer ocultas) e os enganos de arbitragem que voltaram a acontecer em desfavor dos adversários dos de preto foram mais uma vez decisivo para conquista do título. Fazer o que se não somos alquimistas, né?

18 de março de 2018

Apócrifo

Vejo no blog lá de baixo que o jogo Assu x abC poderá ser trazido para o Dunão. Não quero acreditar que esse ato obsceno sequer possa ser pensado pela Casa da Futebol, a menos que o referido não valha mais nada para conquista do título. Acreditar que o time do interior concorde, apenas pelos lindos olhos da burrinha, com essa inversão de mando de campo dá margem pelo menos a conjectura de um acordo apócrifo, o que não condiz com a nossa madrasta e clubes envolvidos... Pelo menos eu acho, né?

17 de março de 2018

Água na cerveja, foi?

Pois é, teve apagão no time da burra preta logo, acreditem, contra o time da energia elétrica. O trio elétrico (que ironia) recolheu seus instrumentos, botaram a tromba entre as pernas e foram pra casa entre as lágrimas dos de preto. Fiquei com dó pela água da cerveja, né?

16 de março de 2018

Jogo de cena

A nova polêmica agora é se tem festa preparada ou não pela conquista do tri pela burra preta. Ora, ora, ora senhores, essa festa está encomendada há tempo, desde aquele gol com ajuda da mão e da abertura da cancela do time “feme” de Mossoró. Não sejamos inocentes! Tudo jogo de cena, né?

14 de março de 2018

Perguntar não ofende

Sobre a polêmica do incentivo financeiro ao Força e Luz recebo um telefonema do Neném Big Head que quer saber se para abri as pernas pode. Sei não, né?

13 de março de 2018

Bonito e gostoso

Mais uma etapa concluída na Arena América. Piso do primeiro pavimento pronto para receber os peles vermelhas. Esforço sobre-humano para tal, mas a torcida mais uma vez mostrou sua força e agora avançamos com as instalações dos guarda-copos e vestiários. Está bonito, está gostoso, né?